NOTÍCIAS
NOTÍCIA
ADMINISTRAÇÃO
Publicado em 26 MAR 2014
DUPLICAÇÃO ERSs 130, 129 E RSC 453 - Estudos reforçam a necessidade da duplicação

Em encontro realizado na manhã da terça-feira, 25, no restaurante Roda Viva, localizado às margens da ERS 130, em Arroio do Meio, a empresa STE, de Canoas, apresentou o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) e o Relatório Técnico de Viabilidade Ambiental (RTVA), para a obra de duplicação das ERSs 130, 453 e 129. Os estudos dizem respeito ao trecho de 70,9 quilômetros de extensão, que contempla os município de Venâncio Aires a Muçum, incluindo Lajeado, Arroio do Meio, Encantado, Mato Leitão e Cruzeiro do Sul, e foram contratados pela CIC-VT e financiados pelos municípios envolvidos, ao custo de R$ 23 mil cada. Participaram do encontro os Prefeitos e demais autoridades dos municípios lindeiros às rodovias, entidades envolvidas, comunidade em geral, imprensa e o Presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Luiz Carlos Bertotto. Os estudos apresentados pela engenheira coordenadora de projetos da STE, Zélia de Azevedo, foram segmentados em cinco áreas, de acordo com dados como o crescimento da parte urbana, tráfego de veículos, relevo, número de pontes e condições de ultrapassagem. A partir disso foi possível averiguar que o segmento 3, correspondente ao trecho Lajeado/Arroio do Meio, é o mais crítico nos quesitos que avaliam as condições de trafegabilidade. Na sequência foi avaliada a qualidade de serviço das rodovias, onde constatou-se que todos os segmentos estão em nível de alerta em relação ao tráfego de veículos, desconsiderando apenas o segmento 5 – Encantado/Muçum – que pode ser adaptado com a implantação de faixas com a terceira pista. A partir disso, a STE concluiu que a duplicação do trecho que inicia em Venâncio Aires e segue até Encantado é uma medida urgente, assim como a construção de terceiras faixas em 30% da seção 5 (Encantado/ Muçum), e a restauração do pavimento de todo o trecho em questão. Em seu pronunciamento, o Prefeito Sidnei Eckert lembrou o histórico das manifestações pela duplicação da ERS 130, iniciadas em Arroio do Meio ainda em 2011. –Hoje a duplicação é um grande sonho para todos nós e vamos trabalhar para tornar esse sonho realidade–, frisou. O Presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviço do Vale do Taquari (CIC-VT), Oreno Ardêmio Heineck, destacou a importância do trabalho conjunto entre municípios, entidades e comunidades envolvidas, para o andamento do projeto. O Presidente da EGR, Bertotto, afirmou que os estudos serão encaminhados para a próxima reunião do Conselho Comunitário das Regiões das Rodovias Pedagiadas (Corepe), marcado para o dia 8 de abril, às 9h, na Acil, em Lajeado, e que, caso aprovados, deve ser lançado o edital de licitação para a elaboração do projeto executivo da obra, estimado em R$ 4 milhões. –Se aprovado o projeto é mais fácil iniciarmos a busca por recursos–, afirmou, relacionando-se ao Governo do Estado. O Presidente do Corepe, Luciano Moresco, prometeu dar a atenção e responsabilidade que o assunto merece. Legenda: Lideranças dos municípios lindeiros às rodovias que clamam por duplicação, reunidos em Arroio do Meio, onde o movimento pela duplicação iniciou em 2011. Fotos: Maica Viviane Gebing Texto: Assessoria de Imprensa

Já conhece Arroio do Meio? Confira alguns pontos turísticos da cidade.
© 2016 - Município de Arroio do Meio RS - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Vertigo Comunicação.