NOTÍCIAS
NOTÍCIA
SAÚDE
Publicado em 11 NOV 2015
Atendimentos domiciliares levam cuidado especial aos pacientes

Cerca de 60 atendimentos médicos domiciliares são realizados mensalmente pela Secretaria Municipal da Saúde, incluindo as áreas de abrangência do Posto de Saúde Central e ESFs dos bairros Navegantes, Bela Vista, Aimoré e São Caetano. O número se multiplica quando considerados os atendimentos prestados por técnicos em enfermagem, enfermeiros e agentes comunitárias de saúde (veja quadro abaixo). O objetivo, de acordo com a Secretária de Saúde, Maria Helena Matte, é proporcionar mais segurança e facilidade para os pacientes acamados, idosos e com dificuldades de locomoção. Durante as visitas são avaliados os cuidados pós-cirúrgicos, verificação de pressão arterial, glicose, curativos e sondagens. O agendamento das consultas pode ser feito por familiares, diretamente nos postos ou com as agentes de saúde, que rotineiramente visitam as famílias, atuando de forma preventiva na saúde da comunidade. –As agentes estão em contato direto com os pacientes, conhecem as condições de saúde, higiene, relacionamento e costumes em que vivem, e por isso auxiliam de forma importante no trabalho da equipe de saúde–, explica a secretária. Na última semana a equipe do ESF São Caetano e a Secretária Helena visitaram a pequena Ágata Vitória e sua mãe Aline Heloisa Leidens, 40. Com apenas três anos e muita história para contar, a menina nasceu com uma deformidade congênita na perna direita. Após submetida a uma cirurgia de correção da deformidade e alongamento da tíbia, Ágata permaneceu mais de um ano com fixador externo, retirado no início desse mês. Com a perna temporariamente engessada, a mãe da menina já comemora as melhorias. –É outra vida, já dá até vontade de fazer as coisas mais simples com ela, que antes eram muito complicadas–, afirma. Quanto aos profissionais e ao atendimento prestado, a dona de casa é taxativa. –São todos muito atenciosos e sempre deram um jeito de me ajudar, encaixar ou agilizar o atendimento–, elogia. Saiba mais: **Média mensal de atendimentos/visitas domiciliares, somando o Posto de Saúde Central e ESFs Navegantes, Bela Vista, Aimoré e São Caetano: Agentes Comunitárias de Saúde – 2.300; Enfermagem – 100; Técnicos de Enfermagem – 50; **Com ações desenvolvidas desde o pré-natal até a Terceira Idade, priorizando pela saúde preventiva e o bem-estar da comunidade, a Administração Municipal investe anualmente mais de R$ 11 milhões na área da Saúde, o que representa 24% das despesas do Município; **Mais de quatro mil consultas médicas são realizadas mensalmente, somando os atendimentos do Posto de Saúde Central, ESFs dos bairros, Unidade Móvel, domiciliares e consultórios médicos dos Distritos de Forqueta, Arroio Grande e Palmas. Legenda: Secretária Helena e equipe de Saúde do ESF São Caetano em visita domiciliar à pequena Ágata e sua mãe Aline. Fotos: Divulgação Texto: Assessoria de Imprensa

Já conhece Arroio do Meio? Confira alguns pontos turísticos da cidade.
© 2016 - Município de Arroio do Meio RS - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Vertigo Comunicação.